11
jan

O que significam as siglas utilizadas no Airsoft?

No Airsoft, há uma infinidade de siglas e termos utilizados, que às vezes confundem até quem não é iniciante no esporte. Elas podem se referir a modelos de armas, acessórios, munição e até mesmo a táticas de jogo.

Inicialmente, esses termos podem parecer complexos, não só pela quantidade de siglas utilizadas, mas também pela semelhança entre elas. A maioria delas são derivadas de palavras em inglês e auxiliam muito na comunicação entre os integrantes de um time durante um jogo ou treino. Separamos aqui o significado de algumas siglas do Airsoft mais famosas para auxiliá-lo na prática do esporte.


MARCADORES (ARMAS DE AIRSOFT)

• SPRING ou SPRINGER: São armas de mola, funcionam por repetição, ou seja, devem ser armadas manualmente a cada disparo. Têm a vantagem de serem econômicas por não necessitarem de gás para seu funcionamento. São, normalmente pistolas, rifles sniper e escopetas.

 

 

 

 

 

 

 

• AEG: É a sigla para Airsoft Eletric Gun, ou Arma Elétrica de Airsoft. Esses modelos, que podem ser metralhadoras, espingardas, rifles ou fuzis, são armas automáticas ou semiautomáticas e são reconhecidos pela sua qualidade e eficiência.

Os modelos AEG alimentam o seu motor elétrico com uma bateria recarregável. Portanto, a presença dessas baterias é fundamental para manter o funcionamento da arma e manter-se ativo no jogo. O seu uso é mais popular, sendo bastante indicada para os jogadores iniciantes. A sua manutenção também é mais fácil, sendo necessário apenas limpar o cano periodicamente e ajustar algumas peças específicas.

• AEP: Significa Airsoft Eletric Pistol, ou Pistola Elétrica de Airsoft. Assim como a AEG, uma AEP possui motor elétrico interno que precisa ser alimentado com uma bateria recarregável.

As pistolas elétricas apresentam em seu funcionamento características de armas do tipo AEG e GBB. Algumas possuem o sistema de recuo Blow Back, característico das GBBs. Porém, as AEPs com este sistema não produzem o “tranco” ao disparar, como fazem as GBBs. Uma AEP pode ser automática ou semiautomática, ou até mesmo possuir as duas funções.

• EBB: Utilizada para designar Eletric Blow Black. As EBBs são modelos elétricos de armas longas, como rifles e fuzis. Assim como as AEGs, as armas do tipo EBB também podem ser automáticas ou semiautomáticas. Porém, embora as EBB possuam características semelhantes à de uma AEG, uma diferença entre esses dois tipos é o sistema de recuo da EBB que simula o de uma GBB. Porém, diferente das Gas Blow Back, o sistema de recuo da EBB é alimentado por bateria recarregável e não por gás e o seu recuo não é tão intenso quanto o de uma GBB.

• GBB: Significa Gás Blow Back são as armas para Airsoft cujo funcionamento é à base de gás e pressão.

É um dos modelos preferidos de quem pratica o Airsoft, pela sua semelhança com as armas reais, principalmente no momento do disparo. O realismo da GBB ocorre devido ao sistema Blow Back que ela possui, que recua um trilho da arma após o disparo, causando um tranco e preparando-a para o próximo tiro. As GBBs são mais comuns em pistolas e em armas de grande precisão, devido ao seu alcance. As armas do tipo GBB são as principais concorrentes dos modelos AEG.

• NBB (Non Blow-Back): É o mecanismo presente em algumas pistolas de airsoft. A bb é impelida para fora através de gás armazenado no interior da arma. Diferencia-se da GBB pela inexistência do movimento de recuo, tornando-a bastante mais precisa e económica, pois gasta menos gás.

• HPA: High Pressure Air ainda é novo no airsoft, utiliza o sistema de ar comprimido, bastante parecido com o CO2, porém utiliza um cilindro de gás maior e tem como vantagem a hora de recarregar, não sendo necessário comprar vários cilindros, apenas abastecê-lo. Por outro lado, isso também é uma desvantagem e um peso a mais para carregar em combate, visto que é necessário carregar uma mochila com o cilindro.

 

 

 

 

Aguardem a parte II 😉

HOKA HEY